LITURGIA- Juntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça e a ferrugem destroem,


Sexta-feira 21/06/13
Verde. 6ª-feira da 11ª Semana Tempo Comum


S. Luís Gonzaga Rlg, mem
ória


2Cor 11,18.21b-30

Irmãos, 18 já que muitos se gloriam segundo a carne, eu também me gloriarei. 21b O que outros ousam dizer em vantagem própria, eu também o digo a meu respeito, embora fale como insensato.
22 São hebreus? Eu também. São israelitas? Eu também. São da descendência de Abraão? Eu também. 23 São servos de Cristo? Como menos sensato digo: Eu ainda mais. De fato, muito mais do que eles: pelos trabalhos, pelas prisões, pelos açoites sem conta.
Muitas vezes, vi-me em perigo de morte. 24 Cinco vezes recebi dos judeus quarenta açoites menos um. 25 Três vezes, fui batido com varas. Uma vez, fui apedrejado. Três vezes, naufraguei. Passei uma noite e um dia em alto-mar.
26 Fiz inúmeras viagens, com inúmeros perigos: perigos de rios, perigos de ladrões, perigos da parte de meus compatriotas, perigos da parte dos pagãos, perigos na cidade, perigos em lugares desertos, perigos no mar, perigos por parte de falsos irmãos.
27 Trabalhos e fadigas, inúmeras vigílias, fome e sede, frequentes jejuns, frio e nudez!28 E, sem falar de outras coisas, a minha preocupação de cada dia, a solicitude por todas as Igrejas! 29 Quem é fraco, que eu também não seja fraco com ele? Quem é escandalizado, que eu não fique ardendo de indignação? 30 Se é preciso gloriar-se, é de minhas fraquezas que me gloriarei!
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Sl 33

— O Senhor liberta o justo de todas as angústias!
— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Minha alma se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se alegrem!
— Comigo engrandecei ao Senhor Deus, exaltemos todos juntos o seu nome! Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, e de todos os temores me livrou.
— Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda angústia.


Evangelho (Mt 6,19-23)

Riquezas no céu

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 19 “Não junteis tesouros aqui na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e os ladrões assaltam e roubam. 20 Ao contrário, juntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça e a ferrugem destroem, nem os ladrões assaltam e roubam. 21 Porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.
22 O olho é a lâmpada do corpo. Se o teu olho é sadio, todo o teu corpo ficará iluminado. 23 Se o teu olho está doente, todo o corpo ficará na escuridão. Ora, se a luz que existe em ti é escuridão, como será grande a escuridão.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Mt 6,19-23




Comentário do Evangelho


Onde por o coração?

O ser humano é posto diante de uma escolha decisiva e irrenunciável: onde pôr o coração, isto é, em que engajar toda a vida? Não há meio termo: “... onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração” (v. 21). Trata-se de desapegar-se de tesouros ilusórios. Cada coração, cada pessoa, possui um tesouro. Cada ser humano liga a sua vida a um valor que move sua ação e decisões. Os bens da terra são postos em oposição aos bens celestes (vv. 19.20), mas o que importa é o engajamento do coração. Ao cristão importa juntar tesouros no céu (cf. v. 20). O que é passageiro é só aparência; é preciso pôr a vida naquilo que não passa. Olho é uma fonte de desejo (vv. 22-23). Será luz e, portanto, iluminará a vida do ser humano à medida que o desejo for bom, isto é, por tudo aquilo que for “do céu”. Mas, se o olho desejar o mal, ele conduzirá às trevas, outro nome do pecado: “Olhar altivo, coração orgulhoso, a lâmpada dos ímpios não é senão pecado” (Pr 21,4).
Carlos Albero Contieri, sj

Vivendo a Palavra


O mestre mostra o caminho da luz: ele começa no nosso olho. Cultivemos o olhar puro, pois é pelos olhos que penetram as tentações das falsas riquezas, a ambição, a ganância pelos tesouros perecíveis que entulham o caminho bom da generosidade e do cuidado com os irmãos da jornada.



Reflexão
Existem valores e valores. Quem é verdadeiramente discípulo de Jesus deve procurar viver segundo a hierarquia de valores que é proposta por ele. Quem tem como centro de sua vida o reino de Deus faz dele o seu tesouro, faz com que ele seja o valor fundamental da sua vida e a partir dele ordena todos os demais valores, de modo que o reino de Deus é o valor absoluto e os demais valores são relativos a ele. Quem coloca os valores do mundo como centro da sua vida vive segundo outra hierarquia de valores, totalmente inversa à proposta por Jesus. Diante do evangelho de hoje somos convidados a rever nossa hierarquia de valores segundo os critérios de Jesus.
Meditação
Onde está meu tesouro? - Onde está meu coração? - Quais são os tesouros que devemos juntar? - Tenho muita luz no coração? - A luz de meu coração ilumina alguém? 
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R
COMENTÁRIOS DO EVANGELHO



1. Diálogo com São Mateus
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Diácono José da Cruz - Diácono da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP)

(Embora fantasioso esse diálogo ajuda-nos a olhar em profundidade o ensinamento desse evangelho)

 ____Hei São Mateus, com licencinha? Dá prá gente falar sobre este evangelho um pouquinho? Olha, o Senhor desculpe o atrevimento, mas esta afirmativa “Ajuntai para vós tesouros no céu!” nos preocupa um pouco.
São Mateus ____ Sim, você vai dizer que, com base nisso, um cristão pode tornar-se alienado e não ter nenhuma preocupação com as realidades da terra.

____Exatamente São Mateus...
São Mateus ____Pois você está enganado meu irmão, o Mestre nunca disse algo tão verdadeiro...

___Mas São Mateus, perdoe a minha ousadia, Céu e Terra são coisas que se opõe e se contradizem, parece que a opção do Cristão só deve ser uma: com o Céu, é isso ?
São Mateus ____Certo, o Céu precisa ser uma prioridade na vida do cristão, mas não entendam o Céu como um lugar Físico, aí é que está a má interpretação desse evangelho...

____Tudo bem São Mateus, Céu é estado de Espírito, significa a comunhão com Deus, mas é uma realidade do pós-morte, certo?
São Mateus_____ Errado! Céu é uma realidade dessa Vida...

______Opa! Então o Céu não vem depois?
São Mateus_____ O Céu já veio com a encarnação de Jesus Salvador. Nesta Vida há pessoas que vivem toda a sua existência sem saber, ou sem levar em conta essa realidade, não conseguem enxergar nada em sua frente a não ser este mundo, suas ideologias, seus projetos e preocupações.

____O Senhor falou em “enxergar” então é uma questão de ponto de vista?
São Mateus_____ Claro meu irmão, exatamente por isso que a segunda parte desse evangelho coloca os olhos, acentuando que se trata de um modo de Ver as coisas, a Vida e os acontecimentos e onde, o olho doente é aquele que não conseguiu ver nem experimentar esta Vida Nova dada por Jesus, então a sua vida não tem sentido e o seu interior é só escuridão.

____ Nossa... Agora eu entendi, juntar tesouro no céu, é quando os nossos pensamentos e ações estão sempre voltadas para esta realidade Nova, perceptível  somente á Luz da nossa Fé, isso é, vivemos neste mundo em meio as realidades terrestres mas já temos esta comunhão com Deus por causa de Jesus Cristo, e temos a consciência de que caminhamos para a Plenitude, presente além desta Vida.
São Mateus _____ É isso mesmo, o homem ou a mulher que ainda não fez esta descoberta em sua vida, vive na escuridão e não alimenta essa Esperança Cristã em sua vida.

____Ah agora entendi, nossos sonhos e projetos desta vida, todos podem ser roubados e destruídos pela traça, mas quando vivemos esta vida sobre o impulso da esperança cristã, que nos projeta para o transcendente, isso ninguém rouba e jamais será destruído.
São Mateus_____ Isso mesmo, caminhar nesta v ida, ter os pés firmes no chão da história, sem alienar-se, mas ter os olhos fitos em Jesus e seu Reino, que deve ser a única e verdadeira meta.

2. Onde por o coração?
(O comentário do Evangelho abaixo é feito por Carlos Alberto Contieri, sj - e disponibilizado no Portal Paulinas)
VIDE ACIMA
ORAÇÃO
Pai, dá-me sabedoria suficiente para buscar sempre o tesouro verdadeiro, e assim estar seguro de que em ti coloquei o meu coração.

3. O TESOURO IMPERECÍVEL
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total a cada mês).

A parábola do tesouro imperecível está calcada numa idéia corrente no judaísmo, segundo a qual existe um tesouro celeste, não sujeito à corrupção. Imaginava-se que as boas obras acumulavam crédito, a ser resgatado no dia do juízo final. Por isso, no AT, o velho Tobias aconselhou seu filho a dar esmolas, segundo suas posses. Na abundância, deveria ser generoso com os pobres. Na carência, deveria partilhar do seu pouco. A motivação dada era a seguinte: "Assim acumulas em teu favor um precioso tesouro para o dia da necessidade".

O discípulo do Reino ajunta um tesouro no céu, mediante suas boas obras. No contexto do Sermão da Montanha, estas correspondem ao conjunto de atitudes e comportamentos compatíveis com os ensinamentos precedentes - Bem-aventuranças e Antíteses -, e com o que seguirá. O discípulo encontra, neste Sermão, as pautas de ação correspondentes à vontade do Pai, para as quais está reservada a devida recompensa.

Deixar-se guiar por outros parâmetros é pura insensatez. Seria semelhante a ajuntar tesouros efêmeros, fáceis de serem destruídos e roubados.

O mais sensato é optar pelos ensinamentos de Jesus e deixar-se guiar por eles, pois são portadores de recompensa e podem garantir a vida eterna, junto do Pai. Fora das palavras de Jesus, só existe frustração.
Oração
Espírito de discernimento, que eu não me engane, ajuntando tesouros na Terra, quando só os do Céu podem garantir a vida eterna, junto do Pai.

Junte um tesouro no Céu
Junte um tesouro no Céu, coloque o seu coração para praticar o bem, o amor ao próximo, para doar o melhor de si para tantos que necessitam do amor misericordioso. Esse é o único bem que nunca passará.
“Onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração” (Mt 6,21).
Jesus está chamando nossa atenção para que não guardemos os nossos tesouros aqui na Terra. Eu fico preocupado, olhando com um certo espanto, como as pessoas vivem para trabalhar e juntar posses e tesouros aqui na Terra.
Algumas pessoas acumulam carros, outras juntam coisas menores como colares, por exemplo. Há coleções de colares, sapatos, coleções disso e daquilo. São objetos perecíveis, e onde ela vai guardando, vai acumulando aquilo. A pergunta é: “Quem vai usar tudo isso, se todos nós somos tão perecíveis, todos nós passamos como o pó da terra?
Não gastem suas energias, meus irmãos, somente trabalhando; não faça do troféu da sua vida os bens adquiridos, porque todos esses troféus são humanos e serão corroídos pelas traças desse mundo.
Junte um tesouro no Céu, coloque o seu coração para praticar o bem, o amor ao próximo, para doar o melhor de si para tantos que necessitam do amor misericordioso. Esse é o único bem que nunca passará, é a única riqueza que ficará guardada para a eternidade. Dê o melhor de si para amar o seu próximo.
Temos, hoje, o exemplo do jovem São Luís Gonzaga, a quem celebramos com muito amor e devoção. Um jovem de família cristã, muito bem educado pela mãe para os valores eternos, por isso ele fez do Evangelho o grande tesouro da sua vida.
São Luís foi um sacerdote zeloso e dedicado da ordem do Papa Francisco: os jesuítas. Assim como o Papa, o santo dedicou-se aos pobres, aos doentes, aos necessitados, porque fez do Evangelho a grande riqueza da sua vida.
Que nós saibamos escolher os verdadeiros tesouros, aqueles que permanecem.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo 

 fonte - homilia CN

#Compartilhar:

Marcadores:

Sem Comentario to " LITURGIA- Juntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça e a ferrugem destroem, "

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››